Faltam poucos dias para a segunda data mais importante do ano para o comércio, a Black Friday, que neste ano de 2021 ocorrerá na sexta-feira, 26 de novembro. Perdendo somente para o Natal, a data costuma movimentar bastante o comércio e, somente em 2020, foram movimentados mais de R$ 4 bilhões em vendas on-line, isso sem levar em consideração também as vendas físicas.

Que tal começar uma estratégia para aproveitar a Black Friday e vender mais? Confira as dicas a seguir.

 

#01. Antes de tudo, planejamento!

Essa é a base de qualquer ação promocional em seu negócio. Não haja por impulso ou apenas por estar copiando a concorrência. Separe um tempo, com antecedência, para planejar toda a ação.

 

#02. Entenda o seu público-alvo

Entenda primeiro o seu público-alvo, com base em informações simples, tais como: a frequência com que compram, quais itens e/ou serviços eles mais buscam, sua persona (idade, gênero e interesses), o que os motiva a comprarem de você, e o ticket médio das vendas.

Conhecer a fundo a sua clientela ajuda a construir ofertas que realmente façam sentido para eles. Exemplo: se o seu negócio é um restaurante, não faz sentido colocar um prato que não tem saída.

 

#03. Pense em toda a jornada de compra

Agora que você já tem o seu público-alvo, desenhe o passo a passo para a jornada de compra para a Black Friday. Ou seja, defina todas as etapas da compra, desde o contato inicial, até o pós-venda. Isso lhe dá uma noção do quanto a sua empresa conseguirá entregar e atender as demandas do período promocional. Imagina só que você descobrir que só conseguirá entregar as vendas da Black Friday 30 dias depois, onde levam normalmente de 10 a 15 dias no máximo? Mapear todas as etapas da jornada de compra poderá lhe trazer pontos importantes para a prevenção de riscos não calculados.

 

#04. Analise a situação atual da empresa

Como anda a capacidade de produção, atendimento e demais setores da empresa? Ouça sua equipe e saiba em que momento a sua empresa se encontra. Faça os ajustes necessários e antecipadamente, para minimizar os riscos. Se necessário, faça contratações temporárias ou terceirizadas.

 

 

#05. De olho no mercado

Ficar de olho no mercado não se trata apenas de comparar preços. É hora de sua empresa identificar todos os pontos da concorrência e buscar ter um diferencial e melhorias frente a eles. Exemplo: como é o atendimento da concorrência e como o seu pode ser melhor ainda? Qual o diferencial deles e qual o seu? Quais os canais de venda da concorrência e formas de pagamentos? Como estão atuando na divulgação?

Extraia o máximo de pontos positivos e fortes do mercado concorrente e procure aplicar, e se possível ainda aprimorar, no seu negócio. Busque também desenvolver um diferencial inovador e exclusivo.

Vale à pena também avaliar os pontos negativos. O que já foi feito nos anos anteriores, seja por seu negócio ou pelo concorrente, que não deu certo?

 

#06. Hora de avaliar o estoque

Como dito anteriormente, não adianta escolher qualquer produto e baixar de R$ 100,00 para R$ 50,00 por impulso, intuição ou apenas para seguir a concorrência. É preciso avaliar quais os produtos que vendem menos. Quais são os mais buscados pelos seus clientes (reveja o item #01). Quantos desses itens existem no estoque. Qual a sua margem lucro neles. Ainda é possível negociar com fornecedores para conseguir mais itens a tempo?

 

#07. Negocie com os seus fornecedores

Com base nas informações anteriores, e caso ainda seja possível negociar com os seus fornecedores para a compra de mais itens definidos como os promocionais para a Black Friday, é hora de negociar e conseguir o máximo de descontos e condições vantajosas para a compra dos mesmos. Dessa forma, você consegue aplicar a promoção tendo uma margem de lucro, preservando a saúde financeira do seu negócio e mantendo a atratividade da oferta.

 

#08. Aposte na divulgação

Agora que você já tem os itens e público-alvo definidos, é hora de trabalhar na divulgação da Black Friday do seu negócio. É importante ir onde o seu público está, pois nem sempre o que funciona para uma empresa X, será o modelo que vai funcionar para você também.

Exemplo, vamos supor uma clientela que não tem muita habilidade com redes sociais. O ideal seria realizar ligações para informar esses clientes das promoções, por exemplo. Agora, se você tem uma clientela mais conectada, seria recomendado utilizar os meios digitais a seu favor.

 

#09. Comece antes da concorrência

Você já percebeu que algumas empresas realizam um “esquenta Black Friday”? As lojas Americanas, por exemplo, criaram a “Red Friday”, com ofertas bem antes da data convencional, já no início do mês de novembro. Já outras empresas criam a “Black Week”, com ofertas que começam uma semana antes da data. Ou seja, começar antes da data, com um bom planejamento, irá posicionar a sua empresa na frente de muitos concorrentes, além de diluir a demanda que estaria concentrada em apenas um único dia para um período maior, diminuindo assim os custos operacionais.

 

#10. Treine bastante a sua equipe

Agora que você possui um bom planejamento definido, é hora de treinar toda a equipe e envolvê-las com a ação promocional. Assim, as chances de êxito irão aumentar significativamente e não desperdiçar a oportunidade da data.

 

Em nosso próximo artigo iremos falar sobre: Estratégias para vender mais na Black Friday

 

BLOG - http://www.zeusautomacao.com.br/blog

INSTAGRAM – https://www.instagram.com/zeusautomacao/

FACEBOOK - https://pt-br.facebook.com/zautomacao/

Publicado em: 16/11/2021 às 17h17
Por: Itweb


; ;